Image

O website estudanteemisolamento.pt agrega informação útil para todos os estudantes que se encontram privados de aulas presenciais. Esta plataforma pretende ainda ser um ponto de encontro” para toda a comunidade educativa.

Num contexto em que o sistema educativo passa por uma grande prova, ao ver os seus intervenientes separados e isolados, a Revista Forum Estudante criou o site estudanteemisolamento.pt – uma plataforma que se assume como um ponto de encontro para toda a comunidade educativa.

Sob o lema "Estudar em isolamento não é estudar sozinho", o website agora criado pela Revista Forum Estudante agrega informação útil para estudantes neste contexto, reunindo dicas de estudo, ferramentas úteis ou recursos complementares ao estudo a distância. Publica ainda conteúdos ligados à vida dos estudantes em isolamento, destacando vertentes indiretamente ligadas ao estudo como a Cultura, o Lazer ou a atividade física. 

Acreditamos que dar eco às vozes dos vários intervenientes da Educação em Portugal será uma forma de aumentar a motivação e o conhecimento mútuo, neste contexto tão desafiante. Mesmo que separados, há muito que podemos ensinar e aprender. Gonçalo Gil, Diretor da Revista Forum Estudante

De forma a concretizar a sua missão agregadora da comunidade educativa, a plataforma inclui testemunhos de vários intervenientes do sistema educativo, destacando os principais desafios, dificuldades e soluções adoptadas (ou a adoptar), num contexto de ensino a distância. Por essa razão, incluirá a participação, em discurso direto, de estudantes e professores de todo o país.

A plataforma “Estudante em Isolamento” é uma iniciativa da Revista Forum Estudante conta com o apoio de parceiros de diferentes setores de atividade em Portugal. Criada em 1991, a Revista Forum Estudante tem como missão levar aos estudantes portugueses informação sobre cursos, escolas e profissões. É a segunda publicação para estudantes mais antiga da Europa e é, há 29 anos, distribuída gratuitamente na maioria das escolas básicas e secundárias portuguesas.