O Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa (ISCAL) tem já uma longa história de sucesso. Para nos contar mais sobre essa experiência, passamos a palavra ao aluno Miguel Henriques.

 

“Ah és do ISCAL!? Então já sabes isto tudo de cor”, foi o que me disse a diretora financeira da primeira empresa a que me candidatei. Ela própria tinha andado no ISCAL e sabia a qualidade do ensino. Naquele momento, disse-me logo que podia falar de uma forma mais técnica e ficou logo menos preocupada. Parecia que estava a falar com uma colega da faculdade, e de facto até era. Tempos depois, mostrou-me uma fotografia dela com as amigas que fez no curso, ainda hoje se dão todas muito bem e jantam de vez em quando.

Ao longo do tempo, também eu fiz vários amigos no ISCAL, não só do meu curso, nem do meu ano, e tenho a certeza de que ficaram para a vida.

ISCAL. A mana mais velha

São mais de dois séculos de história. Localizado no centro da capital, o Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa (ISCAL) é a instituição com mais história do Politécnico de Lisboa. Aqui, formam-se os profissionais com um papel ativo na economia do amanhã. var loadAsyncD...

No primeiro dia, lembro-me de estarmos todos à espera de entrar na sala para finalmente começarmos a viagem pelo ensino superior, quando fomos cumprimentados por um homem com uma cara muito séria. Estávamos um pouco apavorados. Parecia que o início do semestre já ia ser difícil. Hoje, vejo que esse professor é dos professores mais simpáticos e dedicados que alguma vez conheci. De facto, no ISCAL, a relação entre alunos e professores é diferente, sinto que os professores, na sua vasta maioria, se preocupam com os alunos. Há uma verdadeira tentativa de conhecer o aluno em si, os seus gostos, as suas valências e o que este pode explorar e melhorar.

Uma das melhores coisas que o ISCAL me deu foi mesmo um dos meus melhores amigos, o qual conheci graças ao ISCAL e ao programa de embaixadores. Estava a representar o ISCAL na Futurália e ele a representar uma juventude partidária, à qual eu também pertencia. Começámos a falar, porque ele foi visitar o espaço do ISCAL para ver como estava. A partir daí, começou uma amizade inseparável. Hoje temos um núcleo de estudantes no ISCAL ligado ao ativismo e ação política, no qual fazemos alguns eventos.

 ISCAL Miguel Henriques 02 1140

Passámos tardes a falar sobre política e sobre as nossas visões de futuro e de como o ensino superior é importantíssimo para o desenvolvimento de qualquer país. Certo dia, pensámos “porque não nos candidatamos ao Conselho Pedagógico?” e assim o fizemos. Ganhámos as eleições para o CP e hoje somos dois orgulhosos representantes dos alunos, do ISCAL.

Uma das razões pela qual adoro estudar no ISCAL é o facto de estar literalmente no centro de Lisboa, no Saldanha. Fica perto de tudo! Tenho amigos em várias faculdades, em Lisboa, e dá sempre para ir ter com eles algum tempo, porque, estando no centro da cidade, há sempre transportes para todo o lado e chego relativamente rápido às aulas.

Miguel Henriques

Aluno de Finanças Empresariais (2.º ano)

 

Uma viagem ao interior do Politécnico de Lisboa

Por Rúben de Matos Conhece as características que distinguem o Politécnico de Lisboa e as suas oito escolas superiores. Da dança à música, teatro e cinema, passando pela educação, comunicação, ciências da saúde, engenharia e ciências empresariais, no Politécnico de Lisboa há espaço para todas as áreas e gostos.

 

 

Ao longo dos próximos dias, fazemos uma viagem pelas escolas e institutos superiores do Politécnico de Lisboa. Fica atento às novidades em forum.pt!